A mulher teria oferecido a servidor do Sistema Prisional uma quantia de R$ 2.500,00, para que ele efetivasse a entrada dos celulares na unidade prisional de Palmas.

Polícia Civil do Tocantins prendeu em flagrante, em Araguaína, nesta terça-feira, 30, uma mulher com iniciais J.P.N, de 21 anos. Ela foi autuada pelo crime de corrupção ativa, depois de tentar subornar um técnico em defesa social da Casa de Prisão Provisória local, para que ele facilitasse a entrada de dois aparelhos celulares, que seriam utilizados pelo companheiro da autora, recolhido na unidade prisional em Palmas.

 

De acordo com informações da Polícia Civil, a mulher teria oferecido a servidor do Sistema Prisional uma quantia de R$ 2.500,00, para que ele efetivasse a entrada dos celulares na unidade prisional da Capital.

 

No entanto, o plano foi frustrado quando o servidor comunicou o fato a superiores e também à Polícia Civil. Em conjunto, policiais civis da DEIC e servidores do Sistema Prisional planejaram a operação e prenderam a mulher no momento em que ela tentava realizar a ação.

 

J.P.N. foi levada à Central de Atendimento da Polícia Civil em Araguaína, onde foi autuada. O dinheiro e os celulares também foram apreendidos pela Polícia Civil.

 

https://www.t1noticias.com.br/plantao-de-policia/mulher-e-presa-apos-tentar-subornar-agentes-prisionais-com-r-250000/102773/


Compartilhar:

Deixe seus Comentario