Suspeito foi preso e disse que começou a cultivar a droga porque estava desempregado. Plantas foram arrancadas e incineradas pelos agentes. Pés de maconha foram incinerados em fazenda
Polícia Civil/Divulgação
Uma plantação com mais de 60 pés de maconha foi localizada e destruída pela Polícia Civil na noite desta sexta-feira (17) na zona rural de Palmeirópolis, na região sul do estado. As plantas estavam sendo cultivadas às margens de um córrego no fundo de uma fazenda.
A polícia informou que o local tinha até um sistema de irrigação. Um homem de 36 anos foi encontrado no local e se apresentou como responsável pela plantação. Ele foi preso em flagrante por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo, após também ser encontrado com uma espingarda e munições.
A ação foi realizada pela 96ª Delegacia de Palmeirópolis, com apoio de agentes da 8ª Divisão de Combate ao Crime Organizado (8ª DEIC), de Gurupi.
De acordo com o delegado-regional Joadelson Rodrigues Albuquerque, no local foram encontradas plantas que estavam com mais de 2,20 de altura. Todas foram arrancadas e incineradas conforme determina a lei antidrogas.
Espingarda também foi apreendida com suspeito
Polícia Civil/Divulgação
O suspeito foi levado para a delegacia e autuado em flagrante. Ele alegou que estava desempregado, precisando ganhar dinheiro e por isso teria optado por cultivar a maconha.
Também afirmou que após a colheita e preparação pretendia vender a droga em Palmeirópolis. Após a prisão o homem foi mandado para a Casa de Prisão Provisória de Gurupi.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins


Compartilhar:

Deixe seus Comentario