Projeto é direcionado aos jovens de 16 a 21 anos que estudam ou estudaram em escolas públicas ou que sejam bolsistas. Projeto vai possibilitar o primeiro emprego para jovens
Governo do Tocantins/Divulgação
Seguem abertas as inscrições para o programa de incentivo ao primeiro emprego ‘TO mais Jovem’, que é desenvolvido pela Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas). Até esta quinta-feira (13) foram 5.840 inscritos e 223 selecionados por meio de entrevistas online.
O projeto tem objetivo de inserir mais de 6 mil pessoas, de 16 a 21 anos, no mercado de trabalho – o limite de idade não se aplica ao jovem com deficiência. Os selecionados vão desempenhar atividades nos órgãos da administração direta e indireta do governo.
O projeto é direcionado aos jovens que estejam cursando ou tenham cursado todo o ensino fundamental, médio ou nível técnico na rede pública de ensino, municipal ou estadual. O candidato deve acessar o site do projeto e enviar um currículo simples com dados pessoais e contatos.
O programa inclui pessoas com deficiência, com exceção da idade máxima prevista. O contrato será de até 13 meses e a carga horária de trabalho do aprendiz será de 4 horas diárias. O estudante será remunerado com R$ 568,32 mais o auxílio-transporte no valor de R$ 169,40.
O projeto é gerido pela Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social e tem apoio da Secretaria da Educação (Seduc). “Fiquem atentos aos contatos disponibilizados no cadastro porque quem estiver dentro do perfil será chamado para a entrevista por meio desses contatos”, explicou o secretário José Messias Araújo.
Os candidatos que forem selecionados em todas as etapas do processo poderão realizar a entrega dos documentos solicitados em três polos localizados em Palmas, Araguaína e Gurupi. Os 223 jovens que já foram selecionados agora aguardam exames admissionais para assinarem contrato.
Os selecionados também receberão qualificação profissional e atendimento psicossocial e psicopedagógico. O programa é financiado com recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), na ordem de R$ 107 milhões, nos anos de 2021 e 2022.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins


Compartilhar:

Deixe seus Comentario